Sertãozinho
Ribeirão Preto
PABX
+55 16 3234-9343
Novidades

Sua identidade digital pode estar à venda na internet

12/11/2018 Voltar
Imagem retirada de https://33giga.com.br/sua-identidade-digital-pode-estar-a-venda-na-internet/

É muito comum ouvir histórias de pessoas que foram vítimas de cibercrimes, como o roubo de dados e de identidade. Mas, aparentemente, poucos sabem quanto valem as informações roubadas. Um novo estudo da Kaspersky Lab mostou que as identidades são de grande interesse dos criminosos, principalmente as de contas em serviços populares — como mídias sociais e sites de jogos.

O valor dos dados roubados não está em seu preço de revenda, que pode até ser baixo, mas sim em seus diversos usos. E é nas aplicações que residem os reais problemas para as vítimas. Pois ela pode ter perda de recursos financeiros, danos à reputação, cobranças desconhecidas ou até acusação de crimes cometidos pelos criminosos utilizando a identidade roubada.

Mercado negro
A Kaspersky Lab investigou os mercados da Dark Web para descobrir quanto valem os dados pessoais e como eles são usados pelos criminosos. Os pesquisadores da empresa identificaram que a vida digital completa de uma pessoa custa menos de US$ 50.

Essa identidade inclui contas de mídias sociais, credenciais bancárias, acesso remoto a servidores ou computadores e até contas de serviços populares, como Uber, Netflix e Spotify. Em alguns casos, há informações para acesso a sites de jogos, aplicativos de encontros e sites de pornografia, pois eles podem conter informações de cartões de crédito.

Ao mesmo tempo, os pesquisadores viram que o preço de uma única conta hackeada é menor. A maioria das ofertas é de aproximadamente US$ 1 por conta e os criminosos dão descontos nas compras em combo.

Proteja-se
Os métodos mais usados pelos criminosos para o roubo de dados são as campanhas de spear phishing e a exploração de vulnerabilidades web em software. Após um ataque bem-sucedido, o criminoso obtém um estoque de senhas, que contêm a combinação de e-mails e palavras-chave dos serviços invadidos. E, como muitas pessoas usam a mesma senha em vários serviços, os invasores tentarão utilizar a credencial para acessar outras plataformas.

Além de conhecimento, os riscos de ter toda a sua vida digital exposta na internet podem ser evitados com medidas de segurança simples:

• Para ficar a salvo de mensagens de phishing, antes de clicar em qualquer link, sempre verifique a veracidade do endereço de destino e e-mail do remetente.
• Para evitar que um vazamento de dados comprometa todos seus serviços online, nunca repita a mesma senha. Para facilitar a criação de senhas fortes e, principalmente, para lembrar delas, use um aplicativo de gerenciamento de senhas.
• Para descobrir quem tem seus dados pessoais, utilize serviços como o PrivacyAudit.me, que pesquisa automaticamente os dados do usuário em várias fontes (a versão beta está disponível no Reino Unido e sua distribuição mais ampla acontecerá em 2019).

Fonte: 33giga